quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Crueldade ao extremo em Passo Fundo.

Mulher joga gata do oitavo andar de prédio no RS

Em Passo Fundo, interior do Rio Grande do Sul, uma mulher* telefonou para o celular do CAPA (Clube dos Amigos e Protetores dos Animais) se identificando como professora e síndica de um prédio na rua Morom.

Ela reclamava que uma gatinha tinha entrado no seu terraço à meia noite e solicitou que o CAPA fosse imediatamente retirar a gata do local, pois segundo a mulher, a gata tinha mau cheiro e estava fazendo sujeira. A voluntária do CAPA que atendeu a ligação explicou que o Capa não realiza este tipo de trabalho, que as pessoas que trabalham no CAPA são voluntárias, trabalham e que a demanda de animais para resgate é muito grande. A voluntária então orientou a mulher para que ela mesma retirasse a gata do local pois provavelmente seria de alguém do prédio e que pela lógica uma gata não escalaria 8 andares. Foi sugerido pela voluntária que a mulher procurasse o tutor do animal pela vizinhança, mas a mulher foi categórica e afirmou que não iria pegar o animal nojento e que seria arranhada?

A voluntária então disse à mulher para pedir ajuda a alguém ou aos os bombeiros. A mulher então desligou o telefone, sendo bastante impaciente e grosseira. Após alguns minutos, a mulher voltou a ligar, desta vez falando que os bombeiros também não fazem este tipo de serviço e que tal função era responsabilidade do CAPA. A mulher disse ainda que os Bombeiros também a orientaram a retirar a gata do terraço e que ela mesma procurasse o tutor do animal entre os vizinhos do prédio.

Novamente a voluntária do CAPA argumentou que não poderia ir pegar a gata e explicou que não tinha gente disponível para este trabalho, uma vez que muitos voluntários estão viajando em férias ou trabalhando. Neste momento, a mulher com muita raiva ameaçou jogar a gatinha pela janela do 8° andar do edifício. Repare que para pegar o animal no colo, ou mesmo atraí-lo com algum alimento para fora, a mulher disse que tinha nojo, medo e não conseguiria, mas pegá-lo para arremessá-lo pela janela parecia totalmente aceitável para ela.


A gatinha foi internada numa clínica veterinária para reabilitação

A voluntária do CAPA alertou a mulher que se ela fizesse isso estaria cometendo crime e que ela teria de responder por tais atos. Por volta de 15h, a Veterinária Sandra entrou em contato com a voluntária do CAPA para avisar que uma gatinha havia sido jogada de um prédio e estava internada em sua clínica recebendo os devidos cuidados. Após mais alguns instantes, o Sargento Marcos do Corpo de Bombeiros que atendeu a mulher pelo telefone anteriormente telefonou para a Voluntária do CAPA indignado com a cruel atitude da tal mulher.

Os vizinhos relataram que quando a mulher jogou a gatinha pela janela, a mesma ainda gritou sarcasticamente: agora vai vir resgate para salvar esta gata? A gatinha caiu no apartamento térreo do mesmo prédio, onde os moradores chocados com o crime, levaram a gata para atendimento veterinário imediatamente. Foi feita uma ocorrência policial denunciando a mulher por maus-tratos na delegacia de polícia bem como uma denúncia na Secretaria Municipal de Meio Ambiente.

O CAPA vai levar o caso a Promotoria de Justiça e também ingressará com um processo criminal contra a mulher.

Fonte: Anda

* O nome desse "ser-humano" é Jandira Cadore.

3 comentários

sol maba disse...

viche caramba etaaaaaaaaaaaaaaaa
manda essa frase p ela
animais animal!
bjusol

sandra disse...

SUA REPORTAGEM FOI CLARA E OBJETIVA,APROVEITO P/ PEDIR QUE A DIVULGUE MAIS E NÃO DEIXE CAIR NO ESQUECIMENTO.PRECISAMOS DE "GENTE DO BEM" P/ CONSCIENTIZARMOS AS PESSOAS ADORMECIDAS EM RESPEITO AOS ANIMAIS.ESSAS "COISINHAS"GRACIOSAS E QUE SÃO NOSSOS AMIGOS DE VERDADE...SEM PRECONCEITOS,CARREGADOS DE AMOR E INOCENTES DE TUDO.OBRAS DE DEUS E ESPETACULARMENTE LINDAS!
FAÇA PARTE DA CORRENTE DO BEM SEMPRE E NÃO NOS ABANDONE NESTA LUTA!
UM ABRAÇO
SANDRA

SoftBares disse...

se tava tão mal assim a situação, se a pessoa já estava estressada, o voluntário do CAPA já tinha ouvido que a moça iria jogar o gato da janela, custava TANTO assim alguem ir até lá pegar a pobre da gatinha do que deixar a moça fazer isso com ela? Porque depois que a gata foi jogada do andar, os bombeiros e o CAPA correu atrás?? Seria bem melhor um pouco de vontade, assim esses casos não aconteceriam. Poderiam dar uma advertência a moça que não queria pegar a gata ou coisa parecida quando fossem buscar a gata e livrassem ela de tal maldade.

Postar um comentário